Ana subiu no bonde e deixou a ideia mais clara

24 de agosto de 2016
Júlia Azeredo

A Ideia Clara começou como um projeto de duas mãos que foram sendo multiplicadas ao longo do tempo. Nossas parcerias nasceram e cresceram para fortalecer e melhorar a nossa maneira de trabalhar. Nos dão suporte para seguir em frente e com certeza, ir mais longe. E é por isso que a gente quer falar um pouco sobre essas pessoas e o trabalho lindo que elas fazem fora e dentro da empresa.
Vamos começar falando sobre a nossa parceira mais recente e o mundo de delicadezas que ela nos apresentou. Esther Azevedo é ilustradora, pintora, jardineira (de plantas, ideias, sabores) e muitas eteceteras. Seu trabalho cuidadoso é de encher os olhos e o coração! E ela tem enchido de encantamento as animações que ilustra para nós.

Com um trabalho que transita entre palavra e imagem (ou porque lida com imagens como se fossem palavras e palavras como se fossem imagens) a artista borda livros que são quadros, quadros que são poemas, fotografias que são estórias, estórias que são jardins. Nesse mundo, que é dela e que ela gentilmente divide, os dias não são medidos em segundo, minuto, hora. Nesse mundo o tempo cabe em pétala, em pedaço de linha, textura de tinta fresca ou lasca de alguma folha de ouro que exista e caiba naquele conto.

11889691_1504781163146376_2584647115433858242_n1935367_1567608970196928_4275433115754346633_n

11846746_1504781326479693_1873903114157926332_n 11875129_1504781389813020_2841729604539340037_o11863487_1504781256479700_8680577610600262138_n

Porque o espaço dessa manufatura foi ficando imenso nas suas miudezas ou porque, de maduro, o trabalho pedia uma casa, a Esther criou a “Ana subiu no bonde” e é através dessa fábrica de fazer belezas que a gente pode ter acesso ao trabalho dela ou à aquilo que a move: “Ana subiu no bonde é um minúsculo negócio caseiro onde se fazem experimentos estéticos-poéticos-práticos afim de fazer da casa um lugar lindo, ‘com simplicidade e propriedade’, como um dia ouvi dizer que é a verdadeira beleza de tudo.
Comecei fazendo vasos utilizando o conceito do Upcycling, mas sempre desejei que Ana pudesse ser um lugar de fazer qualquer coisa que movesse meu desejo. E assim tem sido!”13495471_291161097883142_1399821246407084377_o
A gente deseja que a Ana continue movendo o desejo dela e que a nossa parceria seja longa e cheia de trocas importantes, como tem sido até agora.
Para saber e ver mais o trabalho da artista acesse a pagina da Ana!

Related Posts

Você precisa conhecer o Humberto!
Educação com sentido
Desenhar é preciso