Desenhando Caminhos: Liderança e Pensamento Visual

Se a gente ainda não é capaz de prever o futuro da humanidade com segurança, pelo menos podemos ter boa ideia de como será o futuro do trabalho e dos trabalhadores. Podemos prever, por exemplo, que o papel de gestor está a ponto de se extinguir. Pelo menos a gestão como era pensada, onde uma pessoa é colocada em posição de poder, sobrepondo-se aos demais funcionários por ter maior habilidade de gerar dinheiro ou de delegar funções. A demanda de agora e pelos anos que virão é por líderes, capazes de estimular sua equipe e trazer resultado através da troca.

Existem no mercado várias obras que falam sobre as características de um bom líder e as habilidades necessárias para tal, mas, pouco se fala sobre uma ferramenta que consideramos muito eficiente e poderosa para qualquer líder: a habilidade de pensar visualmente.

Se comunicar com clareza e gerar o engajamento da equipe é ponto chave de uma liderança de sucesso, mas, não raras vezes, um líder se vê diante de um contingente enorme de prazos a cumprir, preocupações diversas e problemas que devem ser solucionadas em espaço reduzido de tempo. Sobra demanda e falta hora! Um profissional capacitado em pensamento visual é capaz de se comunicar, resolver problemas e passar informações de forma lúdica, ágil e eficiente.

26040928023_28d0879c0f_z

Curso de Pensamento Visual, Ideia Clara, 2016.

Além disso, o pensamento visual auxilia um líder também:

Na condução de reuniões:

Reuniões mal feitas, com excesso de informação são grandes geradoras de ansiedade na equipe e podem atrapalhar os processos ao invés de ajudar. Um líder capacitado em pensamento visual pode sintetizar informações, facilitando a troca de conhecimentos e o entendimento das informações passadas.

Na organização:

O pensamento visual gera menos retrabalho porque facilita o entendimento de cada detalhe das ações a serem cumpridas antes mesmo do início das mesmas. Infográficos e mapas mentais, por exemplo, podem servir de guias durante todo o processo de execução de projetos.

Ao oferecer feedback:

Um líder capacitado em pensamento visual pode representar de forma ilustrada a realidade do colaborador, o que diminui a resistência do mesmo ao receber a informação. Um feedback “desenhado” trabalha com a ludicidade, sem perder a seriedade e facilita a compreensão do quadro geral da sua situação do colaborador na empresa.

Na empatia:

O pensamento visual transforma as informações em imagens com as quais as pessoas se identificam. Gerando um aumento no alinhamento e engajamento com as ideias.

Para ter uma comunicação mais assertiva:

Ao se valer de outros métodos linguísticos além da fala e escrita, um líder abre portas e janelas para uma experiência mais criativa e significativa para si e para sua equipe.
Para adquirir essa habilidade, assim como qualquer outra, é necessário compreender os fundamentos do Pensamento Visual e sua aplicabilidade à área de trabalho. Além disso, precisa de muito treino, para que as imagens surjam na mente com rapidez e sejam expressadas no papel com facilidade.

É uma área relativamente nova, que vem ganhando espaço no Brasil nos últimos anos. Há alguns cursos na área, como o curso online Visual Thinking Experience, oferecido pela Aprende Aí, em parceria com a Ideia Clara. Nele, de uma forma prática e rápida, o aluno desenvolverá as habilidades básicas para colocar suas ideias de forma ilustrada no papel.

22982937703_1d48a8f759_z

Curso de Pensamento Visual, Ideia Clara, Belo Horizonte, 2015

Além disso, estão sendo traduzidos livros que auxiliam na formação desses profissionais, como a obra de David SIbbet, Líderes Visuais.

Com estudo, prática e uma escuta profunda, um bom líder se tornará ainda melhor ao agregar mais essa habilidade em seu portfolio.

:)

Related Posts

Mesha-se
O futuro do trabalho
Aprendendo o que ensinamos