Desenhando Empatia

Você já viu o desenho de um relógio imaginário no pulso de uma criança ou um gráfico mostrando a oscilação da bolsa de valores? Então você já deve ter percebido que a comunicação, através do desenho, pode ser o meio de expressar informações simples e complexas.

Talvez você saiba que a Ideia Clara transforma diversas ideias em desenhos simples para facilitar a comunicação. Mas, você sabia que o desenho pode potencializar ou favorecer a empatia? E que as empresas podem recorrer a esta técnica para valorizar a comunicação com seus colaboradores e clientes? 

Continue a leitura que nós vamos te explicar como isso acontece.

Onde está a empatia?

A ação de se colocar no lugar de outra pessoa, buscando pensar da forma como ela pensaria nas mesmas circunstâncias, é o significado da palavra empatia. Para praticar a empatia é preciso reconhecer que cada pessoa está inserida em seu próprio contexto, fazendo diferente leitura da mesma realidade.

Reconhecer as diferenças entre as pessoas, valoriza a individualidade do outro e facilita o processo de comunicação. A empatia pode ser desenvolvida, também, no âmbito empresarial. Prezar pelos colaboradores e pelo público é um diferencial que pode trazer bons resultados. 

Empatia em empresas?

O ponto chave da empatia é compreender o outro — em sua complexidade — e ser compreendido, passar uma informação de modo que ela tenha significado dentro da realidade de cada um. 

Coloque-se no lugar do outro

Dê o salto imaginativo: Coloque-se no lugar do outro para reconhecer a sua humanidade.

Desta forma, o uso do desenho auxilia as empresas a estabelecerem uma comunicação eficiente com seus clientes e colaboradores, podendo melhorar seus resultados.

A Ideia Clara se desenvolveu pensando no potencial do desenho para a decodificação de uma informação, em diversas circunstâncias. É com a comunicação empática que se torna possível identificar o que está sendo dito e como o outro pode receber a mensagem. 

Desenhando a empatia

Com seu longo e cauteloso trabalho de desenhar as ideias, nosso diretor Lucas Alves fez um TEDx sobre como resolver problemas de comunicação focando na empatia. Ao longo de sua trajetória, percebeu que além de saber ouvir o outro é preciso ter alguns cuidados como:

  • ter uma escuta atenta; 
  • conseguir entender o que é importante;
  • criar conexões entre o que foi falado e que se quer transmitir;
  • apresentar a ideia dando um novo sentido ao que foi dito. 

Portanto, o compromisso dos ilustradores da Ideia Clara é ser também uma ferramenta de escuta. A maior parte do processo de fazer um desenho simples é saber escutar. Só assim é possível tornar uma ideia, independente do seu nível de complexidade, acessível para quem precisa compreendê-la.

Desenvolver empatia acionando o nosso cérebro

Nascemos empáticos e podemos desenvolver a empatia acionando o nosso cérebro.

Como esta aplicação acontece na prática?

Não adianta buscar resultado satisfatório quando não conseguimos deixar claro os objetivos pretendidos. E o desenho é a linguagem que vai facilitar a compreensão da mensagem emitida. Estamos falando de ilustrações simples que desenvolvemos para representar:

  • um conceito; a divulgação de resultados;
  • um comunicado para o público;
  • a aplicabilidade de um novo produto;
  • uma reunião de feedback para os colaboradores.

Não importa a complexidade do objetivo, é o uso de uma linguagem habitual que faz a mensagem chegar de forma significativa até as pessoas. A simplicidade do desenho conecta as pessoas, potencializa a empatia e fortalece a comunicação.

Foi pensando nisso que durante uma semana a Ideia Clara produziu uma série de posts sobre empatia no Instagram. Essa série de desenhos, feita pela Esther Azevedo, foi uma maneira de indicar a leitura do livro “O Poder da Empatia”, de Roman Krznaric, de forma lúdica e acessível.

A especialidade do nosso diretor e facilitador de conhecimento, Lucas Alves, é desenvolver este tipo de desenho que parte de uma comunicação empática. Se você quer entender mais sobre o cotidiano deste trabalho sensível e sua aplicação nas empresas, confira, na íntegra, o TEDx apresentado por ele: 

Algumas referências para se aprofundar mais no tema:

Livro:

– O Poder da Empatia, de Roman Krznaric

Artigo:

– Desenhar é preciso

Vídeos:

– Desenhando Empatia | Lucas Alves | TEDxPedradoPenedo
A Revolução da Empatia | Tati Fukamati | TEDxPedradoPenedo
Brené Brown sobre Empatia

Créditos:

Ilustrações: Esther Azevedo
Texto: Stela Diogo

Quer saber mais sobre como o desenho pode potencializar a empatia?
Preencha o formulário abaixo:


Vamos trocar uma ideia?

Menu